Medicamento em casa

Por: Instituto Filantropia
08 Janeiro 2014 - 19h30

A presidente Dilma Rousseff sancionou, sem vetos, a lei que obriga os planos e seguros de saúde a incluir mais 87 procedimentos obrigatórios na lista de atendimento aos pacientes, entre eles 37 medicamentos contra o câncer. De autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), a nova legislação prevê a cobertura de quimioterapia domiciliar de uso oral, incluindo medicamentos para o controle de efeitos adversos relacionados ao tratamento. Até o momento, a legislação excluía da cobertura dos seguros o fornecimento de medicamentos para tratamento em casa. A Agência Nacional de Saúde já tinha adotado uma portaria autorizando os novos tratamentos. O diagnóstico precoce desse tipo de câncer aumenta em 95% as chances de cura. Em 2010, cerca de 450 mil mulheres em todo o mundo morreram vítimas desse tipo de doença. No Brasil, as estatísticas demonstram que houve 12.705 mil mortes de mulheres, devido ao câncer de mama. Sancionada no dia 14 de novembro, a lei entrará em vigor em 180 dias.

 www.senado.gov.br

PARCEIROS VER TODOS