O trabalho voluntário e a equipe remunerada

Por: Revista Filantropia
01 Maio 2010 - 00h00

A experiência tem demonstrado que o voluntário agrega muito valor à organização social. No entanto, se a relação entre funcionários e voluntários não for bem administrada, ocorrerão conflitos. Para evitar turbulências, é fundamental que aqueles que doam seu tempo, trabalho e talento se sintam como parte de uma equipe composta por funcionários, diretores, conselheiros, e que sua contribuição seja importante para a organização atingir os resultados desejados.

Ao desempenhar as atividades, o voluntário interage com o staff e com os beneficiários dos serviços prestados pela organização social. Sendo assim, a clareza das normas, regras, deveres e direitos permitem estabelecer relações sadias.
Muitas resistências ao trabalho voluntário são baseadas em percepções equivocadas ou parciais sobre as possibilidades e limites desse tipo de colaboração. É necessário esclarecer que o voluntário não substitui funções remuneradas. Ele doa parte de seu tempo e suas habilidades, assumindo atividades definidas. Com isso, a equipe remunerada consegue se dedicar mais às tarefas específicas de cada área de atuação.

Os voluntários resolvem “uma parte do problema” de acordo com suas disponibilidades e interesses. Os profissionais remunerados são os principais responsáveis pelo andamento da organização; deles se exige dedicação exclusiva. É um equívoco grave julgar que o voluntário é mão de obra barata. Não tem sentido pensar em voluntários para suprir uma eventual falta de recursos e menos ainda para baratear custos.

Para o trabalho voluntário ser eficiente, é preciso quebrar a sua relação direta com a falta de recursos. Deve-se mostrar que, de acordo com o conceito de voluntariado moderno, o voluntário é uma pessoa que desempenha funções dentro de um planejamento e com responsabilidade. Dessa forma, ele é peça fundamental para que a instituição atinja os objetivos sociais propostos, o que garantirá sua subsistência. Em última análise, todos – inclusive voluntários – são componentes de uma engrenagem que busca realizações sociais com participação na economia, da comunidade e geradora de empregos.

O voluntariado contempla e enriquece o trabalho da equipe remunerada. Todos, voluntários e funcionários, devem se voltar prioritariamente ao projeto e concentrar a atenção na missão e nos objetivos da organização social.

Ter uma equipe de voluntários comprometidos e motivados, além do entusiasmo que contagia todo o ambiente de trabalho, melhorando a eficiência e produtividade, traz credibilidade à organização social. Contar com colaboradores engajados e fiéis é visto por doadores, financiadores, autoridades, lideranças comunitárias, beneficiários e pelo público em geral como sinal de que a organização é idônea, que realiza um trabalho sério e transparente.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
20.245
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
3.592
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
31 Dez
2020
Patrocínios e Doações - Instituto Usiminas
Prazo
Matchfunding Enfrente o Corona
Prazo
31 Dez
2020
IberCultura Viva 2020
Prazo
30 Nov
2020
Stop Slavery Award 2021
Prazo
Patrocínio BS2
Prazo
Paranapanema - Doações e Patrocínios
Prazo
Aceleradora P&G Social
Prazo
20 Set
2020
Edital de Patrocínio - Banco da Amazônia
Prazo
2 Out
2020
Arte em Toda Parte
Prazo
20 Set
2020
Prêmio 99 de Jornalismo

PARCEIROS VER TODOS