Um tempo para o voluntariado

Por: Revista Filantropia
01 Setembro 2010 - 00h00

Nos últimos anos, a grande queixa das pessoas tem sido a falta de tempo. Há escassez de horas para a família, os estudos, a diversão. Cada atividade acaba sendo mais importante que a outra, e o que era urgente torna-se prioridade zero. Quando nos damos conta... a vida passou.

E nessa passagem acelerada dos minutos, por mais que a gente queira, não consegue separar um tempo para o trabalho voluntário. Mas como conseguiríamos dar conta de tudo?

Antes da resposta, valem algumas reflexões. Ninguém tem privilégios com o tempo. Ele não discrimina. Um dia dura 24 horas para todos, tanto para os presidentes de multinacionais como para as pessoas aposentadas. Em outras palavras: todos nós recebemos a mesma quantidade de minutos por dia, mas cada um os usa de forma diferente. As decisões em relação ao decorrer das horas determinam nossa qualidade de vida.

Você deve estar se perguntando se é possível driblar as tarefas cotidianas para fazer atividades mais prazerosas ou gastar mais tempo com você mesmo. E a resposta é simples: sim, desde que você assuma o controle de suas pendências. Como? Com planejamento.

Comece a traçar o plano de ação contra o desperdício de horas definindo claramente objetivos e resultados desejados de cada uma das tarefas a realizar. Um roteiro simples vai te auxiliar nessa escolha. Responda objetivamente a essas perguntas: o que, por que, onde, como fazer, quanto custará e quem estará envolvido na ação.

Anote tudo e veja o panorama. A lista ajuda a visualizar a quantidade de atividades a executar. Para saber qual deve ser a primeira a sair do papel, leve em consideração o seguinte esquema:

1º Muito urgente Muito importante
2º Pouco urgente Muito importante
3º Muito urgente Pouco importante
4º Pouco urgente Pouco importante

Agora defina o foco da execução. Tenha disciplina para não se perder no meio do caminho e jogar minutos preciosos fora.

Quando você se habituar a agir assim, perceberá que suas 24 horas renderão mais e terá tempo para se envolver com outras coisas. Que tal um trabalho voluntário?

Pense, o tempo é precioso. Se não o usamos, ele desaparece da mesma forma. Então, use-o com algo que faça a diferença, na sua vida e na de outras pessoas

PARCEIROS VER TODOS